A lição do dharma: como os indianos entendem o seu dever pessoal em relação à família e sociedade

Krishna pregando dharma para Arjuna no Bhagavad Gita. Crédito: Wikipedia

Um conceito muito impregnado na mente dos indianos é o do “dharma”, palavra que vem do Sânscrito: é o seu dever pessoal.

Significa fazer a coisa certa ou fazer a sua lição de casa, em termos mais populares: é o que se espera de você. A noção de dharma é simbolizada no milenar épico indiano Mahabhárata, especialmente no capítulo Bhagavad Gita (“A Canção do Senhor”).

Esse trecho do épico relata o diálogo de Khrishna (avatar do deus Vishnu, da preservação) e o guerreiro Arjuna, que tem dívidas sobre se deve derramar o sangue do inimigo na guerra que trava com seus próprios primos. Mas Krishna lembra a Arjuna que ele deve ir adiante e combater porque este é o seu dharma. E assim acontece.

A Bhagavad Gita é uma das principais escrituras sagradas do Hinduísmo. A noção de dharma no Budismo também está relacionada ao dever pessoal, mas quando um budista fala em dharma ele se refere mais especificamente aos ensinamentos do Buda.

Cada um tem o seu dharma e dentro desse conceito a pessoa se vê, não como um ser autônomo, mas como uma parte integrante de uma relação maior, seja com a sociedade, seja com a natureza, seja com a família. Você é sempre o filho ou a filha de alguém, irmão ou irmã de alguém, mãe ou pai de alguém. Um vê o outro “eu” como uma parte de um grupo maior e não como um indivíduo autônomo.

— Equipe Beco da Índia

Seja o primeiro a comentar em "A lição do dharma: como os indianos entendem o seu dever pessoal em relação à família e sociedade"

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*