A superprodução do cinema indiano inspirada nos épicos que conquistou audiências estrangeiras

Crédito: Youtube

O grande épico Mahabhárata inspirou uma das maiores superproduções da história do cinema indiano: “Baahubali”, um sucesso estrondoso que custou US$ 70 milhões e ultrapassou as fronteiras da Índia, ganhando audiências externas, como a russa, onde o filme foi dublado e transmitido para a TV Russa nesse ano.

A trama se passa no antigo reino de Mahishmati, na Índia, e é sobre dois irmãos guerreiros que disputam o poder, como ocorre no Mahabhárata.

No Brasil, o Mahabhárata é mais conhecido pelo seu capítulo Bhagava Gita, um diálogo no campo de batalha sobre a importância do dharma (o dever de cada um), uma alegoria sobre as lutas morais e éticas da vida humana.

Leia aqui uma matéria sobre o dharma.

Baahubali 2. Crédito: Wikipedia

Assim como no épico, o personagem principal do filme segue o seu dharma.  O Mahabhárata conta a sangrenta guerra por poder entre os Pandavas e Kauravas. Produtos culturais (como séries de TV, novelas, livros e filmes) que inspiram-se nos épicos (além do Mahabhárata há o Ramayana), são sucesso imediato na Índia.

“Baahubali, o começo” foi filmado originalmente em duas línguas do Sul da Índia: telugu e tâmil, com atores populares nessas duas indústrias cinematográficas.

Logo em seguida foi dublado em Malaialam, também do Sul da Índia, e em Hindi (a principal língua do país, falada por 40% da populaçãoprincipalmente no norte). O lançamento ocorreu há cinco anos e seu diretor é S. S Rajamouli.

Ele explicou que em um país multilíngue como a Índia, seria impossível recuperar o custo do filme se ele fosse lançado somente em uma língua.  

A sua sequência chama-se “Baahubali, a conclusão”. Neste ano, os dois filmes foram dublado em russo e exibidos na TV daquele país. Prabhas, que faz o papel do protagonista dos filmes, tornou-se o segundo ator indiano a ganhar a o coração da audiência russa.

Há 60 anos, Raj Kapoor, uma grande estrela de Bolywood, conquistou os russos, juntamente com a atriz indiana Nargis, que contracenou com ele em vários filmes.   Filmes indianos dublados em russo eram assistidos pela audiência na época da antiga URSS e havia até mesmo uma publicação local dedicada ao cinema indiano, chamada “Prem”.

Leia também essa matéria sobre como um mestre pintou a mitologia indiana.

Seja o primeiro a comentar em "A superprodução do cinema indiano inspirada nos épicos que conquistou audiências estrangeiras"

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*