Bollywood provoca debate sobre papel da mulher nas Forças Armadas da Índia, que promove a sua primeira General de Divisão do Exército

Tenente General Madhuri Kanitkar com seu marido Rajiv Kanitkar (direita). Credito: Twitter

Em seu belo sari verde-oliva, Madhuri Kanitkar exala orgulho nas fotos publicadas na mídia indiana. Afinal, ela é a primeira mulher do exército indiano a tornar-se tenente-general, o equivalente a general de divisão no exército brasileiro.

Pediatra, a tenente-general Madhuri Kanitkar serviu ao exército indiano por 37 anos. Seu marido, Rajiv Kanitkar,  também é tenente-general (ou general de divisão). Assim, é o primeiro casal das Forças Armadas indianas a alcançar essa patente.

Nas últimas semanas, o debate da presença da mulher das Forças Armadas ganhou fôlego na Índia, com o lançamento do filme “Gunjan Saxena: a menina da guerra de Kargill”, na plataforma de streaming Netflix. Trata-se da história real de uma oficial da Força Aérea da Índia que dirigiu um caça durante uma guerra.

 Gujan Saxena entrou para a Força Aérea em 1994 e dirigiu um helicóptero de guerra durante o conflito com o vizinho Paquistão cinco anos depois. Os produtores do filme propagandearam a história de que ela teria sido a primeira mulher indiana a pilotar em uma guerra.

Mas uma polêmica tomou conta da Índia, com a aparição de Srividya Rajan, outra pilota da Força Aérea e colega de Gunjan. A ex-tenente Rajan diz que ela foi a primeira mulher a pilotar em uma guerra.  

Uma cena de filme “Gunjan
Saxena”. Credito: Dharma Productions

De qualquer forma, as duas romperam padrões dentro da Força Aérea e tornando-se exemplos para outras indianas de conquista de espaços em uma sociedade patriarcal.

Polêmicas à parte, a tenente-general Madhuri Kanitkar havia sido reitora da Faculdade de Medicina do Exército na cidade de Pune (no estado de Maharashtra). Ela é a terceira tenente-general mulher na Índia, mas as outras duas eram da Aeronáutica (a marechal-do-ar Padmavathy Bandopadhyay), e da Marinha (a vice-almirante e cirurgiã Punita Aurora).   A tenente-general Madhuri Kanitkar contou que teve que contrariar a vontade de seu pai para se tornar uma médica do Exército. Ele era contra porque sabia que a filha iria viajar o país todo.

A sua grande inspiração foi a avó paterna, que tinha sido médica nos anos 20, disse a tenente-general Madhuri Kanitkar, em uma entrevista para o website SheThePeople.

— Equipe Beco da Índia

Veja aqui o trailer do filme “Gunjan Saxena: a menina da guerra de Kargil”:

Seja o primeiro a comentar em "Bollywood provoca debate sobre papel da mulher nas Forças Armadas da Índia, que promove a sua primeira General de Divisão do Exército"

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*