Dia Mundial da Diversidade Cultural: Centro Swami Vivekananda de São Paulo faz evento online

A professora Iara Ananda do CCSV vai apresentar uma dança no evento do dia 26 de maio. Credito: CCSV

Se há uma palavra que define a cultura indiana é a diversidade. O Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e Desenvolvimento – estabelecido pela UNESCO e comemorado oficialmente hoje, dia 21 de maio – não poderia deixar de ser lembrado pelos centros culturais da Índia em vários países do mundo.

No Brasil, o Centro Cultural Swami Vivekananda (CCSV), cuja sede fica em São Paulo e está sob a coordenação do consulado-geral da Índia em SP, vai realizar uma programação online na próxima terça-feira, 26 de maio, com a participação de artistas e diplomatas indianos da embaixada da Índia e do consulado-geral da Índia em São Paulo. O embaixador Fausto Godoy, que foi consul do Brasil em Mumbai, fará uma exposição sobre arte asiática.

Esse evento será organizado juntamente com outros três centros culturais da Índia: os do México, do Suriname e da Guiana. Haverá a exibição de práticas culturais de cinco países: México, Suriname, Guiana, Brasil e Índia. A programação brasileira contará com uma apresentação de dança clássica indiana Bharatanatyam e brasileira de Iara Ananda, professora do Centro Cultura Swami Vivekananda de São Paulo. A página do Centro Cultural no Facebook divulgará o link para a apresentação online na véspera.

Poster da UNESCO sobre o Dia Mundial da Diversidade Cultural

“Cultura é alma, força vital e identidade de qualquer nação. Ela une povos. Os centros culturais da Índia no mundo todo desempenham um papel importante na construção de laços culturais com o resto do mundo, ao apresentar a antiga e diversificada cultura da Índia em termos de artes visuais e performáticas e contribuições acadêmicas”, explicou Puja Kaushik, diretora do Centro Cultural Swami Vivekananda, em São Paulo.

Segundo ela, essa data vai proporcionar uma oportunidade de aprofundar a compreensão da diversidade cultural e incentivará um diálogo inter-cultural para o alcance da paz e do desenvolvimento sustentável. “No Centro Cultural Swami Vivekananda acreditamos que quanto mais sabemos sobre diferentes culturas, mais globais e magnânimos nos tornamos”, disse Puja Kaushik.

Veja aqui um vídeo do anúncio do evento, do Centro Cultural Swami Vivekananda.

Os centros culturais da Índia no Brasil, Suriname e Guiana homenageiam em seus nomes Swami Vivekananda, monge hindu que introduziu as filosofias indianas do Vedanta e o Ioga ao mundo Ocidental no século 19. No Suriname e na Guiana  há uma grande presença de população com origem indiana, descendentes dos imigrantes que chegaram lá a partir do século 19.

No México o nome do centro cultural da Índia é Centro Cultural  Gurudev Tagore, devido ao fato de esse grande poeta indiano, Rabindranath Tagore (Prêmio Nobel de Literatura em 1913) ter viajado várias vezes para aquele país. Os Centros Culturais da Índia são ligado ao Conselho Indiano para Relações Culturais (ICCR), que completou neste ano sete décadas de atuação na promoção da cultura indiana no mundo.

Em 2001, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) adotou a Declaração Universal sobre Diversidade Cultural e no ano seguinte a Assembbleia-Geral da ONU declarou o 21 de Maio como Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diaálogo e Desenvolvimento.

Essa data é uma oportunidade para aprofundar o entendimento de valores da diversidade para o avanço de vários objetivos da UNESCO, como a promoção dos Direitos Humanos, da paz   e das liberdades fundamentais. O diálogo intercultural, segundo a UNESCO, objetiva assegurar às minorias a total participação na vida política, cultural e social.

— Equipe Beco da Índia

Seja o primeiro a comentar em "Dia Mundial da Diversidade Cultural: Centro Swami Vivekananda de São Paulo faz evento online"

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*