Quer recriar um Himalaia miniatura em casa? Siga as dicas do fotógrafo indiano de natureza Nitish Walia

Gurudongmar Lake. Credito: Nitish Walia

A vontade de viajar é imensa. O fotógrafo indiano de aventura Nitish Walia estava acostumado até pouco tempo atrás a escalar as montanhas de seu país, fotografar as gentes dos vilarejos mais escondidos, focar nos rios sagrados, caminhar pelos desertos e florestas em busca de visões paradisíacas .

Mas na Índia, o Lockdown estabelecido em março e que dura até hoje, um pouco mais relaxado em algumas regiões devido à Pandemia da Covid-19, congelou seus planos de viagem. Walia, no entanto, é do tipo que faz do limão uma limonada e recriou em casa as incríveis paisagens indianas que costumava fotografar.

“Estamos em lockdown por dois meses e eu trancado no estudio. Eu tinha a sensação de que devia fazer algo especialmente para a minha criatividade”, explicou, em seu canal do Youtube. No fim desta matéria há um vídeo dele mostrando como fez isso. Nitish parece se sentir em casa nas montanhas. Veja essa foto dele na natureza gelada:

Nitish Walia onde mais gosta: na natureza. Credito: Facebook de Nitish Walia

Esta foto ele tirou das montanhas coloridas do Ladakh, região na Cordilheira dos Himalaias, norte da Índia:

As montanhas coloridas de Ladakh. Credito: Nitish Walia

Este retrato de uma família do vilarejo de Kareri (estado de Himachal Pradesh, norte do país), refletida no lago, é singela. “Eu encontrei essas crianças  e uma delas era filho da pousada onde eu me hospedava. Nós brincamos e eles me pediram para serem fotografados. Os olhos brilhantes e sorrisos lindos das crianças fez a foto. Nem precisei me esforçar muito. Essa é a beleza da inocência”, comentou Walia, em um de seus posts no Facebook.

Família do vilarejo de Kareri. Credito: Nitish Walia

Esta foto inacreditável foi feita no inverso de 20 graus Celsius abaixo de zero, no estado de Uttarakhand (Norte da Índia), sob um vento gelado que transformava seus dedos em picolé. “Eu não dormia bem há duas noites e estávamos acima de 5 mil metros. “Fiquei feliz porque um amigo se dispôs a sair para fora naquele gelo e posar para a foto sob a trilha de estrelas”, contou Walia no Facebook.

Estado de Uttarakhand. Credito: Nitish Walia

Esta foto foi feita por Nitish Walia da estrada a caminho de Sangam (que em Sânscrito significa confluência de dois rios que dá origem a novas águas). A confluência da foto é especial porque envolve o Ganges, o mais sagrado dos rios indianos, uma deusa na mitologia Hindu. Apenas um mergulho no Ganges lava os seus pecados, segundo a crença Hindu. Veja a diferença de cores dos dois rios . Um pequeno templo na margem do penhasco é o local onde devotos fazem suas preces para o sagrado Ganges.

Confluência de dois rios na estrada a caminho de Sangam. Credito: Nitish Walia

A saudade desses lugares lindos o fez recriá-los em seu pequeno estúdio dentro de casa. Nitish Walia precisava de algum objeto que fosse o papel de um sujeito na natureza que ele recriaria. Teve a ideia de pegar a peça do rei de seu tabuleiro de xadrez. O rei viajaria por montanhas geladas, florestas e desertos em miniaturas.

Para o gelo dos Himalaias, ele usou farinha de trigo. As estruturas das montanhas foram recriadas com lama úmida. Um espelho negro foi usado para o reflexo. Até plástico bolha serviu como cenário de gelo. Uma tigela branca com luzes fez o papel do sol. A areia do deserto do Rajastão foi reencarcada em um tecido amarronzado. “Nao sei o que vai acontecer depois do lockdown, mas pelo menos o que estou fazendo agora está criando todas essas paisagens”, sorriu.

— Equipe Beco da Índia

Veja este vídeo incrível do canal do Youtube do fotógrafo indiano Nitish Walia:

Seja o primeiro a comentar em "Quer recriar um Himalaia miniatura em casa? Siga as dicas do fotógrafo indiano de natureza Nitish Walia"

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*