Manga recheada de Kulfi: a receita indiana para enfrentar o calorão e adoçar a vida

Manga recheada de Kulfi. Crédito: YouTube

Nesse calorão, a manga recheada de kulfi surge como um oásis. Kulfi é um sorvete tradicional indiano feito de leite, especiarias e frutas secas, criado por volta do século 16. É uma receita indiana com influência persa.

Essa popular sobremesa gelada teria sido trazida de Samarkand (atual Uzbequistão) ou Cabul ( atual Afeganistão) pelos imperadores muçulmanos da Dinastia Mogol. Outra teoria é de que esses imperadores desenvolveram a receita quando já governavam em Delhi, segundo o famoso nutricionista indiano K.T.Acharya. O nome kulfi vem do persa e significa cone de metal onde é feito o sorvete.

Aqui temos uma versão com a fruta nacional da Índia. A manga é originária do Sul da Ásia e foi trazida ao Brasil pelos portugueses, que chegaram na Índia no Século 15.

Medalhão (sec. 2 a.C) representa um conto Jataka que
tem uma mangueira como personagem
Crédito: Wikipedia

A manga é tão querida na Índia que aparece em mitos e na antiga literatura, como na famosa peça Shakuntala, de Kalidasa, no século 5.

Alguns budistas consideram a manga sagrada porque Buda costumava descansar em áreas de plantação de manga.

Uma lenda diz que Buda comeu uma manga, plantou o caroço e ao lavar as mãos sobre a plantação, nasceu ali uma grande árvore de mangas brancas.

A manga também aparece como personagem nos chamados contos de Jataka, estórias sobre vidas passadas de Buda. No Conto Mahakapi, Buda era um rei macaco que governava 80 mil macacos. Eles viviam perto do Rio Ganges e comiam as mangas de uma enorme mangueira que havia por ali. Um poderoso rei da cidade sagrada de Varanasi queria se apossar das mangas e mandou seus soldaods cercarem a árvore e matar os animais. Mas com o seu próprio corpo, Buda formou uma ponte sobre o rio e assim permitiu que todos escapassem de serem massacrados pelos soldados. 

Há também várias lendas sobre mangas relacionadas a divindades hindus, como a de que a filha de Surya, o Deus védico do sol, surgiu de uma manga. Se a manga é sagrada, imagina então a manga recheada de kulfi.

Para preparar essa sobremesa, leve ao fogo um litro de leite em uma panela e ferva. Acrescente três quartos de xícara de leite condensado. Misture bem até o leite ser reduzido à metade, sempre mexendo. Acrescente 1 colher de sopa de cardamomo em pó e 20 amêndoas trituradas. Cozinhe por 5 minutos. Adicione uma colher de sopa de água de rosas. Deslige. Tire os caroços das mangas sem cortá-las pela metade, fazendo apenas um buraco. Preenche o buraco com o creme de kulfi já frio. Coloque na geladeira por 10 a 12 horas. Despois corte em fatias e é só servir.

— Equipe Beco da Índia

Veja aqui um vídeo que mostra essa receita de manga recheada de kulfi:

Seja o primeiro a comentar em "Manga recheada de Kulfi: a receita indiana para enfrentar o calorão e adoçar a vida"

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*