Mario Miranda: o cartunista da Índia que respirava magia e desenhava as relações humanas

Charge de Miranda no Cafe Mondegar. Crédito: Florência Costa

O indiano Mario Miranda era um observador fino dos detalhes da vida

Um dos maiores chargistas da Índia, Mario Miranda (1926-2011) desenhava o mundo que via pela frente sempre com um olhar especial nas relações humanas.

Seus desenhos eram publicadas nos maiores jornais da Índia, como o The Times of India e o Economic Times. Como observou Aaron Renier, que criou o Google Doodle comemorativo dos 90 anos de nascimento de Miranda em 2016, o cartunista indiano retratava os personagens mais memoráveis em desenhos artísticos finos que ilustram a vida e as interações entre as pessoas. O doodle de Renier mostrava uma cidade caótica em preto e branco, mas as pessoas usavam guarda-chuvas coloridos.

Charge no Cafe Mondegar sobre a felicidade do vinho e da cerveja. Crédito: Florecnia Costa
Charge de Miranda nos utensílios do Cafe Mondegar. Crédito: Florencia Costa

Alguns de seus personagens mais famosos é a secretária Miss Fonseca e a estrela de Bollywood Rajani Nimbupani. Como era amante dos animais, gostava de desenhar cachorros e suas famílias. Era um observador fino dos detalhes da vida em torno dele, seja em Goa ou Mumbai, ou outras cidades que ele visitou no mundo. 

Miranda, que recebeu premiações nacionais e internacionais, foi convidado a expor seu trabalho em vários outros países, como Japão, Estados Undios, Alemanha, Espanha e França.

Detalhe de charge em um porta-guardanapo do Cafe Mondegar. Crédito: Florencia Costa
Google Doodle de Aaron Renier em homenagem a Miranda. Crédito: Google

Uma dica preciosa para quem visitar Mumbai: vá ao Café Mondegar, em Colaba, uma das áreas mais visitadas de Mumbai. As suas paredes são cobertas por charges de Mário Miranda que mostram o seu olhar sobre a vida em Mumbai  e sobre a atmosfera de um café. Se o papo não estiver animado,  nem mesmo com uma Kingfisher estupidamente gelada, pelo menos você terá as charges deliciosas para admirar.

O nome de origem portuguesa desse artista indiano é devido ao fato de Mario Miranda ter nascido em Damão, na época em que esse território era uma possessão portuguesa, e ter vivido em Goa, o mais famoso local na Índia dominado pelos portugueses até meados dos anos 60.  Miranda, inclusive, falava português, como era comum nas antigas gerações dessas localidades.

Cafe Mondegar em Mumbai. Crédito: Florência Costa

Os ancestrais de Miranda eram hindus brâmanes (a casta mais alta da pirâmide casteísta). No século 16, o local onde eles viviam havia sido conquistado pelos portugueses e a família se converteu ao Catolicismo e adotou um nome português, como era do costume dos convertidos.

— Equipe Beco da Índia

Seja o primeiro a comentar em "Mario Miranda: o cartunista da Índia que respirava magia e desenhava as relações humanas"

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*