Missão 2022: Cosmonautas indianos treinam na Rússia

Credito: TV BRICS

A Índia, que sempre investiu muito em ciência e em seu programa espacial, aposta em um importante projeto para integrar o clube das potências espaciais. Recentemente, o país enviou alguns de seus cosmonautas para serem treinados na Rússia. Índia e Rússia tem longa parceria em várias áreas e o programa espacial é uma delas.

Até o início de 2022, a Índia pretende enviar uma equipe ao espaço a bordo do Gaganyaan (“Veículo do Céu”), como parte de sua estratégia de integrar uma elite mundial de nações com projetos espaciais. Nova Délhi enviou quatro candidatos ao Centro de Treinamento Cosmonauta Gagarin (GCTC), na Rússia, para aprenderem com a experiência russa de voos espaciais com humanos. Cosmonautas indianos vão realizar treinamentos em condições de aterrisagem no inverno, segundo noticiou a TV BRICS , com base em reportagem do canal Russia Today.

A TV BRICS é parceira do Beco da Índia. Primeiro eles recebem treinamento teórico, para depois passarem a ter o treinamento prático. “Eles integrarão duas equipes com nosso instrutor e vão sobreviver três dias e duas noites utilizando o kit pessoal em cada seção de aterrisagem”, explicou um diretor do Centro Pavel Vlasovsays.

Rakesh Sharma. Credito: Asian
Scientist Magazine

Além disso, os cosmonautas indianos devem aprender russo em um tempo curto para poderem usar o equipamento da nave Soyuyz. Todas as aulas no centro são ministradas em russo. Os cosmonautas indianos começaram seus treinamentos em janeiro na Rússia. O curso durará 11 meses e,  depois disso, eles continuarão o treinamento na Índia.

O canal Russia Today (RT) entrevistou o cosmonauta indiano Rakesh Sharma, pioneiro em seu país em missão espacial,  nos anos 80. Ele integrou uma missão que contava com mais dois austronautas russos (Yury Malyshev e Gennady Strekalov ) na nave espacial Soviet Soyuz T-11, em 1984. Ele passou uma semana na famosa estação orbital Salyut -7 , um projeto que pavimentou o caminho para habitats orbitais modulares, incluindo a Estação Internacional Espacial (ISS, na sigla em inglês).

O indiano Rakesh Sharma contou ao RT que o grande desafio é trabalhar em um espaço confinado por longo período de tempo com outras pessoas. É necessário de ter habilidade de trabalhar conjuntamente com outros. Mas pelo menos os austronautas  tinham um cardápio variado de 80 pratos, até mesmo comida indiana, para alegria de Sharma. O indiano lembrou que foi uma experiência memorável, inclusive o treino no Centro de Treinamento Cosmonauta Gagarin, que durou 18 meses.

— Equipe Beco da Índia

Seja o primeiro a comentar em "Missão 2022: Cosmonautas indianos treinam na Rússia"

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*