Observatório astronômico ou museu a céu aberto?

Samrat Yantra. Crédito: Patrícia Costa

O Jantar Mantar foi construído no século 18 pelo marajá de Jaipur

Florência Costa

O Jantar Mantar parece um parque de arte contemporânea, mas é um incrível observatório astronômico construído no século 18,  na cidade de Jaipur, capital do estado do Rajastão. O marajá de Jaipur Sawai Jai Singh II inspirou-se no rei-astrônomo de Samarcanda (atual Uzbequistão, na Ásia Central), Mirza Ullugh-Beg para determinar a construção desse observatório, entre 1728 e 1734.

 Esse governante ficou conhecido como marajá-astrônomo: mandou construir mais quatro outros. O Jantar Mantar de Jaipur possui 16 instrumentos de observações gigantescos feitos de pedras. Eles são tão grandes que você pode escalá-los. Em 2010, esse complexo entrou para a lista do Patrimônio da Humanidade da UNESCO. O nome deriva do Sânscrito:  Yanta Mantr, que significa “instrumento de cálculo”.

Alguns dos instrumentos são capazes de fazer previsões sobre os níveis de calor no verão e a intensidade e o período de chegada das chuvas torrenciais, as chamadas monções.

Instrumentos do observatório astronômico de Jaipur. Crédito: Florencia Costa

O Rashivalaya Yantra, por exemplo, é um imenso instrumento composto de 12 peças que simbolizam os signos do zodíaco. Por isso mesmo era usado por astrólogos para realizar os seus horóscopos, tão importantes na cultura indiana.

Um dos instrumentos mais impressionantes é o Samrat Yantra, um gigantesco relógio de sol de 27 metros de altura, muito importante para a previsão de colheitas. Há outras instrumentos, com o Chakra Yantra, que calcula os ângulos de planetas e  de estrelas.  O passeio por esse observatório é obrigatório para quem visita a capital do Rajastão.

Seja o primeiro a comentar em "Observatório astronômico ou museu a céu aberto?"

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*