Quando o peixe encontra com o iogurte: uma delícia indiana para a sua experiência culinária e literária

Credito: Florencia Costa

Para quem cozinha,  tem peixe e iogurte na despensa e quer experimentar algo novo e delicioso, tente a receita “Doi Maach” (da língua bengalesa, Peixe ao Molho de Iogurte). É uma das receitas oferecidas no livro A Ira das Berinjelas: histórias de paixão e gastronomia indiana. A autora, escritora e artista plástica Bubul Sharma,  nascida em 1952, é formada em Língua e Literatura Russa pela famosa Universidade Jawaharlal Nehru, na Índia, e estudou na Rússia também. Apesar de ter nascido em Nova Délhi, capital da Índia, Sharma tem suas origens do estado de Bengala Ocidental, de onde vem essa receita de peixe ( no final do texto está a descrição e um vídeo do Beco da Índia.

São 12 contos sobre mulheres e a paixão por comida, que pode ser um instrumento de vingança ou uma fonte de poder. O primeiro conto, “Potes de Ouro”, fala sobre o lugar mais misterioso e precioso de uma casa indiana: a despensa, sempre vigiada pela dona da casa, que mantém a chave escondida. “Trancada, a despensa e os alimentos dentro dela podiam ser vistos apenas por 10 minutos, como peças de museu de preços incalculáveis”, conta Sharma. “Sempre que a porta era aberta, aromas estranhos escapavam”, relata o conto, que tem a avó da família, Buaji, como personagem central.

Peixe marinado no ioguerte, porções de ghee, gengibre ralado, canela, cravo e passas brancas. Crédito: Florencia Costa

Há histórias de disputas entre sogra e nora que cozinham mal; a preparação de um banquete de casamento; infelicidades conjugais; o tradicional compartilhamento de comida entre os indianos nas viagens de trem; os sonhos por comida de uma jovem viúva obrigada a fazer jejum para lembrar o marido; e até mesmo uma espécie de Dona Flor e Seus Dois Maridos à indiana. A Ira das Berinjelas foi lançado na Índia em 1997 e traduzido para o português pela Editora Tinta Negra, em 2011.

No conto “Peixe-lua à luz do luar”, um grande piquenique noturno será preparado por uma família a amigos e parentes. A lua cheia ilumina a cena e o prato de peixe ao iogurte, uma das principais iguarias oferecidas, chamado pelos bengaleses de “Doi Maach” ( Doi é iogurte e Maach, peixe). “A fragrância de especiarias pairava no ar, misturando-se ao cheiro da terra molhada”, narra a escritora.

Capa do livro “A Ira das Berinjelas”
Credito: Saraiva

No conto “Apetite Constante”, a jovem viúva Sumitra, submetida a jejuns, sonha que seu marido morto lhe ofereceu grão de bico com pedaçoes de samosa ( pastel indiano recheado de batas e especiarias). “Ela saborearia a acidez leve e os grãos picantes do choley (grão de bico) e então morderia a massa crocante da samosa, deixando o recheio de batata derreter lentamente na boca”, descreve Sharma.

Em cada capótulo tem algumas receitas deliciosas, como couve-flor com especiarias; picles de manga; pakora de espinafre (bolinho frito de espinafre);  Til alu (batatas com gergelim). No Conto “Nada Doce”, a obsessão por dietas de uma vaidosa esposa cujo marido tem uma amante. Nele, é possível entender a paixão dos indianos por doces, chamados de “mithai” na Índia. O leitor ficar com água na boca ao ler a descrição da personagem comendo Gulab Jamun (bolinhos fritos doces mergulhados em uma mistura de água de rosas e açúcar).

Vamos à receita do peixe com iogurte (Doi Maach)?

Ingredientes: 1kg de peixe, 1 colher de chá de açúcar, 1 xícara de iogurte, 1 colher de chá de sal, 1 canela em pau, 2 cardamomos grandes, 4 cravos, 1 colher sopa óleo, 2 colheres sopa ghi, um pouco de passas brancas, 1 colher sopa gengibre ralado, 1 pimenta verde (sem sementes e fatiada).

Modo de preparo:

Corte o peixe em postas médias e marine no iogurte por 1 hora. Aqueça o óleo e o ghi juntos numa panela funda. Acrescente a canela em pau, o cardamomo, os cravos e as passas. Frite rapidamente de 2 a 3 minutos. Tire o peixe do iogurte e coloque com cuidado, posta por posta, na panela. Coloque o restante do iogurte sobre o peixe. Adicione sal e açúcar, cozinhando em fogo baixo por 20 minutos ou até o peixe estar cozido. Cuidado para não mexer o preparado. Em vez disso, apenas chacoalhe um pouco a panela. As postas de peixe devem ficar firmes e não quebrar ao serem servidas. Acrescente o gengibre e a pimenta. Sirva com arroz branco ou integral.

— Florência Costa

Veja aqui o vídeo preparado pelo Beco da Índia:

Seja o primeiro a comentar em "Quando o peixe encontra com o iogurte: uma delícia indiana para a sua experiência culinária e literária"

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*