Quero que o ‘Gajar Ka Halwa’ me aqueça nesse inverno: a sobremesa afetiva indiana de cenoura e especiarias

Credito: Wikimedia

O inverno bate à nossa porta no Brasil e muitos estão em casa em quarentena devido à pandemia do novo coronavírus. Para quem quer um doce diferente e fácil de fazer aqui vai uma dica: Gajar Ka Halwa (doce de cenoura). No fim deste artigo há a receita e um vídeo.

Na Índia essa é considerado uma espécie de sobremesa afetiva na temporada fria (o norte do país chega ter inverno rigoroso, especialmente na região da Cordilheira dos Himalaias, entre os meses de novembro e fevereiro).

O Gajar ka Halwa lembra o nosso doce de abóbora, mas é até mais saboroso devido ao cardamomo, às frutas secas e ao ghee (manteiga clarificada), os toques especiais dessa receita. Na Índia usa-se também na receita a Khoya, pedaços de leite grosso seco preparado em um processo de aquecimento em uma panela de ferro. A khoya é mais seca do que a ricota ou outros queijos. Mas há receitas de Gajar ka Halwa sem esse ingrediente, muito característico do subcontinente.

No inverno , quase todas as famílias do Punjab preparam essa sobremesa em grandes quantidades e estocam na geladeira. Quando dá aquela vontade de adoçar a boca é só tirar e aquecer. “Durante minha infância, quando processadores de alimentos não eram tão populares, ralar quilos de cenoura costumava ser um trabalho árduo e monótono e eu frequentemente ajudava a minha mãe. Mas quando se fala de comida, nenhum trabalho é um obstáculo para um punjabi”, conta Harmeet Kaur, uma publicitária nascida em Delhi, em seu livro The Slim Punjabi: Food, Traditions, Love-storiesh.

Credito: Wikimedia

Os registros da cenoura na região onde hoje está a Índia data de muitos séculos. Em Sânscrito – a antiga língua que deu origem ao Hindi, hoje a mais falada da Índia _ a cenoura é chamada de “garjara”. Em Hindi é “gajar”. O centro primário de domesticação da cenoura é provavelmente o Afeganistão, vizinho da região Norte da Índia, de acordo com K.T. Achaya, famoso nutricionista indiano, autor de vários livros sobre história dos alimentos do seu país.

Vale muito à pena tentar essa receita:

Ingredientes:
2 kg de cenoura ralada
2 litros de leite fervido
1 xícara e meia de açúcar ( ou a gosto)
Meia xícara de khoya (se tiver)
Meia xícara de ghee (manteiga clarificada)
Meia colher de chá de noz moscada
2 colheres de chá de cardamomo moído
25 gramas de castanha de caju
25 gramas de amêndoas
Passas para decorar

Modo de preparo:
Coloque a cenoura ralada em uma panela e mexa por 2 a 3 minutos. Acrescente o leite e deixe ferver, mexendo a mistura de tempos em tempos até o leite ser absorvido pela cenoura. Adicione o açúcar. Mexa bem até o açúcar ser dissolvido. Acrescente o khoya e o ghee. Em seguida, adicione a noz moscada, o cardamom moído, as castanhas e as amêndoas. Tampe a panela e deixe o fogo aceso por dois a três minutos. Desligue. Você pode colocar um pouco de passas na tijela para enfeitar o doce. Depreferência sirva quente, especialmente no inverno. Mas no verão há quem goste desse doce frio mesmo.

— Equipe Beco da Índia

Veja o vídeo da receita disponível no canal do Youtube do Food Fusion:

Seja o primeiro a comentar em "Quero que o ‘Gajar Ka Halwa’ me aqueça nesse inverno: a sobremesa afetiva indiana de cenoura e especiarias"

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*